Ações do documento

Candido faz elogios à Associação Pró-Vida na tribuna legislativa

A Associação Cultural de Estudos Filosóficos Pró-Vida foi elogiada pelo vereador Nilton Candido (PTB), durante discurso proferido na tribuna legislativa. Segundo ele, no início do mês, a Pró-Vida destinou R$ 2,8 milhões para entidades beneficentes.

play_audioClique aqui para ouvir esta notícia

A Associação Pró-Vida é uma organização que se propõe a conduzir interessados a uma interação cósmica, por meio de cursos, que são coordenados por médicos, filósofos, fisiologistas e psicólogos.

Em Catanduva, Candido informou que a Pró-Vida reuniu cerca de 3 mil pessoas no Clube de Tênis em um evento considerado por ele "maravilhoso".

"A Pró-vida está de parabéns. Essa Associação distribuiu para 77 entidades assistenciais de todo o Estado de São Paulo, inclusive entidades de Catanduva, valores na ordem de 2 milhões e 800 mil reais", destacou o parlamentar do PTB.

"O Pró-vida tem uma central de dízimo onde os participantes fazem doações sem se identificar. Por isso queiro deixar aqui os meus parabéns por esse ato de solidariedade dessa grandeza, em um país tão carente", concluiu Candido.

Saiba mais

Segundo o idealizador e fundador da entidade, o médico ginecologista e filósofo Celso Charuri, "a Pró-Vida é um Instituto, com sede na capital de São Paulo, que se propõe a conduzir os interessados a uma integração cósmica".

Questionado sobre o que significa integração cósmica, ele responde: "Significa fazer que o homem amplie sua visão em relação ao `habitat' em que vive. Em simples palavras, significa sair do seu egocentrismo, depois de sua cidade, depois do seu estado, depois de seu país, depois de seu planeta, depois de todos os planetas e as sim por diante, até descobrir que ele é uno e todo ao mesmo tempo, e que dentro dele brilha a mesma centelha divina que também está presente numa bactéria do mais longínquo planeta imaginável".

"Com a ampliação da consciência, o homem conhecerá a Verdade que o levará à Justiça, que lhe dará liberdade e, finalmente, o homem encontrará a almejada paz", explica Charuri. Sobre a Central Geral do Dízimo citada pelo vereador catanduvense, o idealizador da Pró-Vida esclarece: "É, em resumo, o ato manifestado, ou seja, a ação que é própria do homem integrado cosmicamente".

A Central Geral do Dízimo realiza doações a entidades assistenciais como hospitais, creches, asilos, orfanatos e APAEs. Segundo estatísticas divulgadas recentemente pela instituição, mais de 7.000 entidades já foram beneficiadas com veículos, ambulâncias, materiais de construção, equipamentos médico-hospitalares, oficinas e outros itens.

(Coordenadoria de Comunicação)

21/04/2008